Para além das terras das mil e uma noites...
















O que fizeste sultão de minha alegre menina?
Palácio real lhe dei, um trono de pedraria
Sapato bordado a ouro, esmeraldas e rubis
Ametista para os dedos, vestidos de diamantes
Escravas para serví-la, um lugar no meu dossel
E a chamei de rainha, e a chamei de rainha
O que fizeste sultão de minha alegre menina?
Só desejava as campinas, colher as flores do mato
Só desejava um espelho de vidro prá se mirar
Só desejava do sol calor para bem viver
Só desejava o luar de prata prá repousar
Só desejava o amor dos homens prá bem amar (2x)
No baile real levei a tua alegre menina
Vestida de realeza, com princesas conversou
Com doutores praticou, dançou a dança faceira
Bebeu o vinho mais caro, mordeu fruta estrangeira
Entrou no braço do rei, rainha mais verdadeira.
Alegre menina - Djavan


Olá meninas! Como vão todas?
Eu cá vou levando, estou doida para outubro ir embora. Comecei com um tombo e acho que estou em pleno inferno astral, mas com dizia minha querida mãe...tudo na vida começa e termina...e que tudo isso passe rápido. Vamos falar de coisas boas!
Então, eu sempre apreciei a cultura do povo que vive no Oriente médio, países como Líbano, Turquia, Síria e tantos outros. Talvez eu tenha sido influenciada um pouco pelo meio. Desde pequena, papai me levava num restarante árabe de um amigo no Saara, mesmo criança eu adorava a comida e era apaixonada pelos doces e o pão sírio . O restaurante hoje não existe mais, lembro ser muito bonito, era bem colorido com seus azulejos nas cores verde, azul e amarelo, tinha o que parecia ser um monte de lamparinas penduradas no teto e muitas garrafas douradas que papai dizia serem mágicas, onde saía o gênio da lâmpada, e eu no meu mundo infantil... acreditava. Adorava ir lá! Depois de alguns anos, descobrindo a leitura, conheci o mundo dos livros de Jorge Amado...e quem já leu , sabe o quanto ele usou personagens dessas terras tão distantes. Acho um povo muito bonito com uma cultura rica, bem diversificada...com suas cores, seus dourados, suas tâmaras, seus damascos, suas histórias, suas características própias. Um povo único.
Espero que tenham gostado!
Grande beijo!

7 comentários:

Flora Maria disse...

Gostei muito, pois também admiro esse estilo tão colorido e rico !
E os doces sírios... que delícia !

A música Alegre Menina, com o Djavan, tenho na relação das músicas que gosto de ouvir, lá no meu blog.

Beijo

zezinha-pontog disse...

Ola,querida Fatima.
Sua mae esta certissima,logo vc vai estar de volta ao bom astral,assim desejo.Seu post esta,vamos dizer...MAGNIFICO!!! Suas doces lembrancas da infancia e essas belas imagens so alegram nossos sentidos.Gostei demais de tudo.O texto esta lindo e profundo.Esta inspirada,hein,amiga.Grande beijo e muita Paz.
zenaide storino.

FLOR DE ALFAZEMA disse...

Fátima, também aprecio os pratos árabes, são deliciosos! Gostei do texto ele tocou a alma. bjs.

Majju disse...

Olá moça bonita!!!
Passando para desejar um excelente final de semana...com tudo melhorando, pois tudo passa.
Beijos doces e perfumados.

Veronica Kraemer disse...

Fá querida, adorei este post!!!
Que cultura linda e colorida, cheia de vida!!!
Acho que se um dia for pra lá, não volto mais...
Espero que você esteja melhor e mais leve, amiga!!!
Beijossssssssssss e um lindo feriado pra ti
Vero

Tina disse...

Oi amiga!
Espero que voce já esteja bem...
achei linda sua postagem...linda mesmo!
parabens!
beijinho
Tina ( MEU CANTINHO NA ROÇA)

Elaine Canha disse...

Oi
Mais uma vez estou aproveitando pra descansar e colocar minhas artes em dia.
Quem sabe no próximo eu não viaje

Beijos